Boas práticas de RH: 3 dicas da C&A para garantir bons resultados

Data 04/06/2019

Ano após ano, os debates sobre a importância de investir em boas práticas de RH vêm ganhando destaque na pauta dos líderes e se tornando prioridade para as empresas. Segundo o estudo Agenda 2019, realizado pela Deloitte com representantes de 826 organizações de 32 segmentos econômicos, 53% dos entrevistados desejam ampliar a qualificação dos seus colaboradores nesse ano. Além disso, 49% deles afirmaram que manterão os projetos de treinamento e formação de seus funcionários, enquanto 38% criarão iniciativas nessa área.

Entre as organizações que levam o investimento em pessoas a sério está a C&A, companhia de varejo de moda. Segundo a Vice-Presidente de Gente e Gestão, Márcia Costa, a empresa acredita que treinamento e desenvolvimento dos colaboradores são essenciais para aumentar o engajamento dos profissionais e o sucesso do negócio. “Para nós, as pessoas vêm em primeiro lugar. Por meio de programas e cursos internos, a carreira dos nossos funcionários é aprimorada com o intuito de contribuir para o progresso e satisfação individual. Isso, por sua vez, garante um ambiente de trabalho saudável e reflete positivamente nos demais setores, como no atendimento ao cliente”, destaca ela.

Confira abaixo 3 boas práticas de RH da C&A que ajudam a empresa a garantir bons resultados em gestão de pessoas.

1 – Aposte na capacitação

Para manter seu pipeline de talentos, Márcia conta que a C&A atua em duas dimensões: de aceleração de carreira e de mercado, por meio de programas como trainee e estágio. Ela explica como funciona: “O Programa de Estágio é direcionado para estudantes universitários e visa a formação cíclica e profissional dos participantes. Já o Programa de Trainee tem por objetivo evoluir os jovens profissionais de alto potencial que, quando inseridos em um projeto de desenvolvimento acelerado, tenham condições de assumir posições em áreas estratégicas na companhia. Para a aceleração de carreira, utilizamos a Academia da Moda. Trata-se da nossa plataforma de cursos on-line, que visa a formação de talentos e desenvolvimento em negócios, tornando o acesso ao conhecimento mais fácil, dinâmico e interativo”.

De acordo com a Vice-Presidente, a Academia da Moda, lançada em 2017, contribui com a formação de todos os colaboradores da C&A, desde os que atuam em lojas até os que estão no Escritório Central. “Ela foi organizada em torno das competências básicas do nosso negócio. Mais do que uma plataforma de educação on-line, construída e formulada com a concepção de uma universidade corporativa, trabalhamos com um conceito de treinamento e desenvolvimento”, detalha Márcia.

Os resultados dos investimentos em pessoas já chegaram para a C&A. “Com a Academia da Moda, conseguimos aumentar o engajamento e aprimorar os processos internos. Por meio da ferramenta, capacitamos nossa liderança com mais agilidade e preparamos os talentos para um novo passo na carreira. Além disso, foi possível inserir novos colaboradores nos treinamentos institucionais e de integração. No último relatório de sustentabilidade, reportamos aproximadamente seis horas de treinamento por funcionário”, destaca a Vice-Presidente de Gente e Gestão.

2 – Apoie a diversidade

Márcia conta que outro projeto significativo da C&A é o Comitê de Diversidade. “O Comitê é formado por cerca de 60 voluntários de diferentes departamentos e surgiu em 2017, a partir da rotina de rodas de conversa que o nosso CEO, Paulo Correa, tem com os funcionários de todas as áreas. Na ocasião, eles apontam e sugerem ações que acreditam que podem agregar ao negócio”.

Márcia Costa, Vice-Presidente de Gente e Gestão da C&A

Ela explica que o Comitê de Diversidade se reúne a cada três semanas para discutir novas ações e o status das iniciativas em andamento. “Ele é dividido em três frentes distintas, que estão diretamente conectadas ao nosso propósito de ser e expressar para o mundo. O objetivo é debater questões de gênero, raça e a causa LGBTQ+ dentro do contexto da C&A. Cada um desses grupos traz ações que podem, em um momento inicial, gerar repertório a todos os funcionários, para que seja criado um ambiente cada vez mais respeitoso e inclusivo dentro da companhia”, ressalta a Vice-Presidente de Gente e Gestão.

3 – Promova o bem-estar

A empresa também investe em ações que proporcionam um ambiente agradável para os colaboradores. Nesse aspecto, Márcia destaca o dia em que é permitido levar o animal de estimação para o trabalho. “Há dois anos, nós promovemos o Dogs Day, dia em que os funcionários compartilham a rotina com seus ‘filhos de quatro patas’ no Escritório Central. A proposta é reforçar o ambiente humano, alegre e descontraído na empresa. Nesse dia, também acontece uma feira de adoção dentro da companhia, em parceria com ONGs da região, proporcionando aos colaboradores a oportunidade de adotar um ‘cãopanheiro’, de forma responsável. A recepção dos funcionários ao Dogs Day foi ótima. Em dois anos, 22 cachorrinhos ganharam um novo lar, graças à ação”, finaliza ela.

Quer detalhes das boas práticas de RH da C&A e de outras empresas? Então, não deixe de ler a Revista Huma. Nela, trazemos benchmarkings com grandes companhias que atuam no Brasil. Assinando a revista, você receberá gratuitamente uma nova edição em seu e-mail a cada trimestre. Clique aqui para assinar e conferir as edições anteriores.