eSocial: Zenaide Carvalho explica principais pontos do projeto

Data 03/04/2017

Como será o envio de informações sobre a empresa e os colaboradores para o governo? A Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) vai acabar com a entrada do eSocial? Se a empresa não se adequar, ela pode ser prejudicada? Quem responde essas perguntas é Zenaide Carvalho, CEO da Nith Treinamentos. Ela destaca que a área de gestão de pessoas precisa se preparar para a nova forma de envio de dados e que o investimento em tecnologia de RH pode facilitar esse processo. Confira a entrevista exclusiva que ela concedeu ao blog Huma!

Huma: Afinal, quais os objetivos do eSocial?

Zenaide Carvalho: Foram divulgados três objetivos para o eSocial. A simplificação de processos para as empresas, mais controle e maior poder de fiscalização para o governo e garantir os direitos trabalhistas dos empregados.

Huma: O eSocial eliminará outras declarações que o RH faz, obrigatoriamente, ao governo?

Zenaide Carvalho: Isso ocorrerá gradativamente. Os gestores das grandes empresas, aquelas que faturaram acima de 78 milhões em 2016 e têm previsão da obrigatoriedade do eSocial para janeiro de 2018, não precisarão informar a RAIS e outras declarações relativas à 2018 no início de 2019. Já os demais empregadores, que serão obrigados a enviar o eSocial em julho de 2018, terão que entregar a RAIS e a DIRF, relativos à 2018 para o governo no início de 2019.

Todas as informações enviadas pelas declarações Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP), Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF) e mais algumas, que nunca foram pedidas, entrarão no eSocial. Por isso, futuramente não será preciso mais fazê-las.

A plataforma exigirá uma declaração mais completa através de 45 leiautes com micro entregas. Assim, o governo vai ter acesso a informações detalhadas sobre o perfil dos trabalhadores e o que acontece com eles nas empresas quase que em tempo real.

Huma: Como o RH deve se preparar para essa transição da forma de envio das informações para o Governo?

Zenaide Carvalho: O RH deve estar preparado para fazer envio dos dados por meio dos 45 leiautes via web a partir da data definida para o porte da sua empresa. A área de gestão de pessoas terá bastante trabalho. Por isso, é necessário estudar e entender o eSocial agora, bem como ajustar as rotinas, porque é um período muito difícil desde a pré-implantação até a utilização do sistema.

Huma: Como será o processo de adequação das empresas ao eSocial?

Zenaide Carvalho: As empresas devem levar de três a cinco anos para se adaptar. As companhias vão ficar muito vulneráveis às autuações, pois o governo terá condições de fiscalizar de forma mais efetiva. Vale lembrar que essa fiscalização pode ser realizada sobre dados de até cinco anos retroativos. Algumas práticas comuns atualmente, como emendar licença médica com férias, não serão permitidas com o eSocial e podem acarretar multas. Por isso, é importante buscar orientação e capacitação enquanto o projeto ainda não entrou em vigor.

Huma: É importante investir em tecnologia para se adequar ao eSocial?

Zenaide Carvalho: Por mais que o governo coloque a simplificação dos processos para as empresas, tudo acontecerá via web. Então não será mais possível utilizar sistemas genéricos, como tabelas em excel, como muitas empregadoras ainda fazem. Nesse sentido o investimento em tecnologias para RH se torna essencial. É importante que as empresas se preocupem com a forma com que fazem sua gestão de pessoas. É necessário ver os módulos que elas ainda não operam. Identificar a necessidade de hospedagem dos recibos em nuvem e como fazer isso.

Como é um modelo novo, que será feito por uma plataforma via web, totalmente diferente do que se faz hoje, é importante buscar por um software que integre todas as informações e facilite o envio. Quem estiver pensando nessa complexidade e se preparando vai sair na frente. Abre-se um mercado de trabalho grande para os profissionais que entendam do eSocial.

 

 

Zenaide Carvalho é CEO da Nith Treinamentos. Escritora, Administradora, Contadora, Palestrante e Desenvolvedora de Conteúdos para treinamentos presenciais e online.

 

 

 

 

 

Sua empresa já está preparada para o eSocial? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Clique aqui e veja como a LG lugar de gente pode ajudar sua companhia a superar os desafios do projeto.

Compartilhe:

Comentários