Especial Mês da Mulher: como conquistar seu espaço?

Data 11/03/2019
Especial Mês da Mulher_blog

Como já mencionamos aqui no blog, traremos uma série de entrevistas em março com mulheres que venceram os obstáculos de sua carreira e conquistaram seu lugar no board das companhias. Hoje, o Especial Mês da Mulher conta com histórias inspiradoras de Naoe Yoshimoto, CIO da PwC no Brasil, e Silvana Gibrail, Diretora de Recursos Humanos da Casa e Construção (C&C).

Dentre os temas abordados, elas citam a importância da resiliência, da adaptabilidade aos diferentes cenários e de ser feliz com a própria carreira. Outro ponto destacado é a necessidade de lidar com suas escolhas, assim como aprender a equilibrar vida pessoal e corporativa.

Silvana comenta que passou por diferentes mudanças em sua trajetória, começando pela troca de área. Com formação em Letras e experiência em docência, ela migrou para uma vaga de trainee de operações no Walmart. Após um ano e meio, por meio de um recrutamento interno, ela assumiu uma vaga como analista de RH.

Silvana - Especial Mês da Mulher
Silvana Gibrail, Diretora de Recursos Humanos da C&C

“Eu me apaixonei pela gestão de pessoas e acredito que, quando você faz o que gosta, tudo fica mais fácil. E, hoje, olhando para trás, fiz muitos projetos do qual me orgulho, com muita paixão, e tenho certeza que isso refletiu nos meus resultados”, comenta a diretora de RH da C&C, que começou como analista e foi galgando novos espaços, passou por várias empresas de diferentes segmentos e chegou a investir no próprio negócio, até conquistar a posição que ocupa hoje.

Vencendo obstáculos

A trajetória de Naoe também é repleta de momentos de superação e transformações. Formada em Engenharia Civil, ela era uma das 3 mulheres de uma turma de 150 alunos, e uma das duas que concluíram o curso. Assim que se formou, um colega a convidou para trabalhar com ele no desenvolvimento de um sistema e, então, Naoe ingressou de vez no mundo de TI.

Naow - Especial Mês da Mulher
Naoe Yoshimoto, CIO da PwC no Brasil

Iniciei na PwC Consulting como analista de negócio. Depois de 4 anos trabalhando na área de sistemas, acabei passando um tempo em finanças. Coordenei a adoção do ERP de controle de projetos, financeiro e contábil. Após esse período, voltei para liderar a área de TI em 2013. Assumi o posto de CIO e comecei a fazer parte do Strategic Council CIOs, formado por 21 CIOs da PwC. Há 3 anos, fui convidada para coordenar os CIOs das Américas, que incluem Brasil, Canadá, Caribe, Estados Unidos e Inter Americas”, comenta.

Para Silvana, um dos grandes desafios foi assumir a posição de diretora antes de completar trinta anos, bem como abrir mão de morar próximo da família para assumir o RH de uma filial do Grupo Walmart no Nordeste. “Tínhamos a missão de fazer a integração de cultura de empresas completamente diferentes e eu não hesitei. Aceitei a proposta e tive um crescimento pessoal e profissional fantástico, porque saí completamente da minha zona de conforto. Quem já passou por fusão sabe como o ambiente é complexo, mas foi uma experiência muito enriquecedora”, garante.

Superando a barreira do gênero

Silvana conta também que já sofreu discriminação no ambiente de trabalho, pelo fato de ser mulher. “Aconteceu uma única vez em uma das minhas experiências de trabalho. Eu carreguei essa questão por um tempo, mas acabei tendo que abdicar da minha posição nessa empresa por conta disso. Também já passei por situações em que você se sente colocada de lado por ser mulher, como em reuniões com muitos homens na sala em que diz algo e percebe que ninguém deu muita importância. Mas, ainda assim, eu posso afirmar que os meus limitadores são muito mais pessoais do que do próprio ambiente”, pontua a diretora de RH da C&C.

Especial Mês da Mulher_blog

Para Naoe, a conquista do espaço ainda requer que a mulher transponha barreiras. Ela cresceu em uma família tradicional japonesa. Seu pai imigrou para o Brasil aos 18 anos e trouxe na sua bagagem toda a cultura de seu país natal. Por isso, teve que aprender o papel da mulher nesse cenário cultural, mas ao mesmo tempo foi desenvolvendo o senso crítico e a iniciativa. “Não sofri pela condição de ser mulher. Acredito que a pressão tem a ver com a posição que ocupo e não com o gênero. Com isso, não quero dizer que a discriminação não existe. Sim, ela existe. Mas, podemos reagir à discriminação e impedir que ela seja a causa do nosso fracasso. Com profissionalismo e atitude, podemos mostrar que o gênero é irrelevante”, completa a CIO da PwC no Brasil.

Construindo uma carreira de sucesso

Se pudesse resumir sua trajetória em um conselho para outras mulheres que desejam ocupar uma posição de destaque e desenvolver sua carreira, Naoe menciona a importância da resiliência e a capacidade de adaptação frente às mudanças. Ela também ressalta a necessidade do aprendizado contínuo, de identificar bons mentores e desenvolver o autoconhecimento. “Faça acontecer, acredite no seu potencial, estude sempre e tenha coragem, sem perder a doçura. Trabalhe duro e busque organizações que valorizem sua carreira e a sociedade”, reforça.

Silvana também pontua que é fundamental entender do negócio da companhia em que atua, estimular a própria curiosidade e estar preparada para os desafios e oportunidades que vão surgir ao longo da trajetória. “O primeiro passo é querer traçar seus objetivos. Não tem certo e errado; cada um escolhe o seu caminho. Mas, a partir do momento em que você fez suas escolhas, tome posse da sua carreira. Não entregue seus sonhos na mão de ninguém. Hoje, temos acesso a tanta informação gratuita e com tanta facilidade. Então, querer significa correr atrás, aprender, vencer obstáculos, crescer e entender como lidar com as diversas situações. É preciso olhar para os lados e ver que a mulher está em condições de igualdade, ela não é nem superior e nem inferior”, finaliza.

Gostou do segundo conteúdo em comemoração ao Especial Mês da Mulher? Compartilhe com seus contatos e não perca as entrevistas da próxima semana. Você também pode se inspirar com outras dicas de liderança no ebook “O que pensam os grandes líderes de RH do Brasil”. Para baixar gratuitamente, clique aqui.