Por que investir em games na adequação à LGPD?

Data 17/11/2020

A necessidade do distanciamento social serviu como um alerta às organizações. Vários processos precisaram ser alterados: onboarding, treinamento, recrutamento e seleção etc. Mesmo assim, as mudanças não pararam e finalmente a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) entrou em vigor.

Agora, o desafio é capacitar os colaboradores quanto as exigências da Lei e evitar multas e sanções. Como alternativa de treinamento eficiente e com taxas de engajamento mais atrativas, os games corporativos podem compor a estratégia de adequação.

Gamificação e adequação à LGPD na prática

Qualquer mudança que altere processos dentro da companhia deve levar em consideração o envolvimento dos colaboradores. Sobre isso, Luciene Martins, Gerente de Gestão para Resultados e responsável pelo projeto de Segurança da Informação na LG lugar de gente, conta que o resultado da utilização do curso on-line e game dentro da companhia superou as expectativas.

A jornada de aprendizagem aplicada no time da LG lugar de gente começou com a trilha de conhecimento com conteúdo completo sobre a nova Lei. Em seguida, um game de perguntas e repostas sobre o tema, com a possibilidade de criar desafios entre os colaboradores que, ao longo do projeto, competiram concorrendo a prêmios.

Para Luciene, conscientizar os funcionários tem sido importante para obter êxito principalmente na implementação e eficácia da aplicação de controles de segurança, como a LGPD. Ela também destaca que a gamificação apoia o aprendizado de uma forma divertida e eficaz. “Os colaboradores passam a entender os motivos dos novos processos, dos novos controles e se tornam aliados na gestão das mudanças”, conta. 

Gamificação como parte do plano estratégico

As transformações digitais alteraram a forma como as pessoas realizam suas tarefas, todas essas mudanças tornaram indispensável o uso de novas tecnologias. Esse avanço acarretou a necessidade de atualização dos modelos de negócio das empresas e a busca por atender às exigências que visam aumentar o nível de confiabilidade no mercado.  

Nesse cenário, a inclusão de games na cultura organizacional vem se tornando um movimento estratégico para aprimorar a implementação de novos processos e melhorar o desempenho.

Diante disso, a Gerente de Gestão para Resultados afirma que aprender sobre Segurança da Informação (SI) e LGPD se torna muito mais divertido quando as pessoas estão brincando e competindo com os colegas. “É bom ver que conseguimos engajar nossos colaboradores com um tema tão importante e ao mesmo tempo tão técnico”, salienta.

Luciene reforça a importância da inclusão de todos os funcionários da empresa no processo de adequação à LGPD. “A segurança é responsabilidade de todos em nossa organização e, dessa forma, precisamos das pessoas conscientizadas e preparadas para seguir os processos definidos e aplicarem os controles adotados”, aponta.  

Capacitações mais rápidas e eficientes

A gamificação é uma ferramenta que também auxilia na disseminação de políticas adotadas para proteger a saúde dos colaboradores ou até mesmo o lançamento de novos produtos. 

Com conteúdo dinâmico e em uma competição amigável, o nível de participação e absorção do conteúdo se torna mais satisfatório. Luciene Martins ressalta que jogos engajam os colaboradores em uma causa extremamente necessária à organização.  “Isso faz com que eles permaneçam interessados por muito mais tempo do que quando estão lendo algum documento. É mais que uma diversão: o game tem a proposta de reforçar o nosso compromisso com SI e LGPD”, finaliza.

Sua empresa precisa de ajuda para preparar seus colaboradores para a LGPD? Clique aqui e confira como o Kit LGPD da LG lugar de gente, composto por treinamento on-line e gamificação, pode ajudar sua companhia.