Compartilhe

Governo divulga novo cronograma de implantação do eSocial

Comitê Diretivo do projeto afirma que a alteração no calendário visa aperfeiçoar o processo de adequação ao sistema

Após muitas especulações, o cronograma de implantação do eSocial foi adiado. O Comitê Diretivo do projeto divulgou a alteração do calendário por meio da resolução nº 05, publicada no Diário oficial da União (DOU) na última sexta-feira, 5 de outubro. O documento modifica a resolução CDES nº 02 e define novos prazos para o envio de eventos ao ambiente nacional.

De acordo com a nota publicada no Portal do eSocial, o objetivo do novo cronograma é aperfeiçoar o processo de implantação do sistema. Segundo o Comitê Diretivo do projeto, após a conclusão da primeira etapa, que envolveu mais de 13 mil grandes empresas do país, foi possível fazer um diagnóstico das reais dificuldades que as companhias enfrentam para ajustar seus sistemas e processos ao novo modelo de envio de informações ao governo. Além disso, o novo calendário atende às solicitações das entidades representativas dos contribuintes, que pediam pela ampliação dos prazos de implantação do projeto.

novo cronograma de implantação eSocial

O Comitê Diretivo do eSocial reforça que para as empresas do primeiro grupo, que faturaram acima de R$ 78 milhões em 2016 e começaram a enviar suas informações ao sistema em janeiro de 2018, a única a alteração foi na data do início da obrigatoriedade de transmissão dos eventos relacionados à Segurança e Saúde do Trabalhador (SST). No calendário anterior, esse envio estava previsto para janeiro de 2019; no novo cronograma, a comunicação das rotinas de SST passa a ser obrigatória a partir de julho de 2019.

As demais empresas, que antes formavam o segundo grupo de obrigatoriedade, foram divididas em dois grupos. Um com as médias, com faturamento anual entre R$ 4,8 milhões e R$ 78 milhões, e outro com produtores rurais, entidades sem fins lucrativos, empregadores pessoas físicas (exceto domésticos) e micro e pequenas empresas optantes do Simples Nacional (que faturam até R$ 4,8 milhões por ano).

Os entes públicos continuam como último grupo de implantação do eSocial e agora englobam as organizações internacionais. Todas as datas para o início da obrigatoriedade de envio dos eventos desse grupo foram adiadas, muitas ainda serão definidas por meio de resoluções.

Veja detalhes do novo cronograma de implantação do eSocial

[table id=4 /]

Cursos sobre o eSocial

Para esclarecer dúvidas das empresas e contribuir com o processo de adequação ao projeto, a Receita Federal do Brasil disponibilizou 10 videoaulas sobre o eSocial em seu canal oficial. O objetivo, segundo a nota publicada no Portal do eSocial, é apresentar aos empregadores a nova forma de envio de informações previdenciárias, trabalhistas e fiscais.

Outra ação que visa tirar as dúvidas das empresas é o curso on-line e gratuito sobre o eSocial, disponibilizado pela Escola Nacional da Inspeção do Trabalho (ENIT), ligada à Secretaria de Inspeção do Trabalho, órgão do Ministério do Trabalho. O curso traz mais de 100 vídeos que abordam todos os eventos do eSocial, com explicações detalhadas sobre como enviar cada um deles.

Picture of Caroline Fernandes

Caroline Fernandes

Relações Públicas por formação, há mais de 7 anos estudando sobre RH, inovação e a tecnologia como catalisadora para aprimorar os processos de gestão do capital humano. Inspirada pela filosofia de Simon Sinek, acredito que entender de pessoas é entender de negócios. Junte-se a mim para explorarmos como elevar a gestão de pessoas e negócios a novos patamares.

Newsletter Huma

Cadastre-se e receba

nosso conteúdo exclusivo

Você está fornecendo o seu consentimento para a LG lugar de gente para que possamos enviar comunicações de marketing. Você pode revogar o seu consentimento a qualquer momento. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade.