fbpx

Terceirização de RH: 5 sinais de que sua empresa precisa investir neste modelo

Data 21/06/2021

Você já sentiu que não consegue resolver seus problemas de gestão de pessoas com os recursos que dispõe internamente? Percebeu que seu setor está abarrotado de tarefas burocráticas e não tem espaço para agir mais estrategicamente? Essas são situações que muitas empresas passam e, quando acontece, é hora de pensar na terceirização de RH.

Esse é o assunto tratado no episódio 27 do podcast Pra Gente. Nele, Marcello Porto, Vice-Presidente da LG lugar de gente, conversou com Anderson Ribeiro, Gerente de Produto da Propay, empresa parceira da LG, especialista em prestação de serviços de RH com experiência de 22 anos no mercado.

Os gestores falaram sobre o crescimento estratégico do RH na pandemia, abordaram a importância de escolher bons parceiros de tecnologia e trouxeram dicas para você saber se é hora de terceirizar sua gestão de pessoas.

Entenda quais são os sinais que deverão levar sua empresa a optar pela iniciativa e como procurar uma parceria confiável para essa jornada.

1. Seu RH não está dando conta das demandas

Para Anderson, o cliente que nunca optou pela terceirização de RH tem expectativa de resolver diversos problemas que não conseguiu solucionar sozinho.

“A empresa terceirizada absorve cerca de 95% das rotinas do time. Resolve a parte tecnológica com parcerias aderentes ao RH, como a Suíte Gen.te nuvem, e ajuda na melhoria dos processos internos do cliente, para que a expectativa que ele tem com a terceirização seja alcançada e superada”, afirma.

2. Você não consegue focar em questões estratégicas para o negócio

Muitos departamentos de RH se mantém tão imersos em questões burocráticas que não encontram espaço para agir estrategicamente e impactar o negócio de forma mais efetiva.

“Estou há 22 anos no mercado atuando com terceirização de folha de pagamento, onde nós oferecemos principalmente atualização das rotinas de pagadoria. Isso permite que o RH fique mais preocupado com as questões estratégicas da empresa”, explica Anderson.

3. Sua empresa precisa experimentar novos processos

O especialista acredita que, com a terceirização de RH, a empresa irá experimentar uma nova conjuntura. Dessa forma, o time deverá se adaptar às mudanças, já que as vantagens sentidas pela equipe serão muitas. “Esse cliente precisa ter em mente que, inevitavelmente, os processos internos irão se transformar. Haverá uma mudança na forma de agir dentro do RH”, informa.

4. Seu departamento precisa de um olhar externo

Através da terceirização de RH, é possível observar as limitações e boas práticas do setor, alcançando questões que nem sempre ficam claras internamente. “Ajudamos os clientes em seus processos internos à medida em que estamos em fase de implantação e indicamos os pontos de melhorias”, diz Anderson.

Assim, o líder defende que a área tem chance de focar no que mais importa: as pessoas. “Retiramos as preocupações rotineiras e dispensáveis do RH, para ele focar na gestão de pessoas, enquanto ficamos responsáveis pela pagadoria”, completa.

5. A pandemia transformou sua empresa

A pandemia impactou a todas as empresas, acelerando a transformação digital, criando um modelo que veio para ficar e favorecendo a terceirização de RH. “Sem dúvidas, ela mexeu com a gestão de pessoas. Foi um divisor de águas. Em um contexto histórico, a tecnologia sempre chegou por último no RH”, afirma Anderson.

No entanto, o profissional acrescenta que o cenário trazido pela covid-19 proporcionou a criação e disseminação de aplicativos e outras tecnologias dentro da área. “Coisas que demoravam em torno de cinco anos para ter uma evolução significativa tomaram lugar rapidamente em apenas um ano. O portal de autoatendimento, por exemplo, chegou ao RH aos poucos e, de repente, a gente já tinha aplicativo. A pandemia fez um achatamento dos prazos”, conclui.

Bônus: vantagens da terceirização de RH

No podcast, Anderson ainda falou sobre:

  • Como a terceirização de RH ajuda as empresas a acompanharem as mudanças legislativas;
  • As três principais vantagens desse modelo de parceria;
  • Como o formato transforma a relação com os colaboradores;
  • A liberdade e flexibilidade trazida por essa contratação.

Ouça o episódio na íntegra:

Quer ficar por dentro de mais dicas e tendências de gestão de pessoas, liderança e tecnologia? Assine a newsletter Huma e receba os conteúdos no seu e-mail semanalmente. Clique aqui e faça o seu cadastro gratuitamente.

Compartilhe:
Comentários