fbpx

Empresas já podem acessar ambiente de testes do eSocial

Data 01/08/2017
versão 2.4 dos leiautes do eSocial

O Comitê Gestor do eSocial disponibilizou na manhã desta terça-feira, 1/08, o ambiente de testes do eSocial para empresas de todos os segmentos, conforme resolução nº 09/2017, publicada no Diário Oficial da União (DOU). Com isso, as organizações poderão conferir se seus sistemas estão adequados ao que será exigido pelo projeto. Caso identifiquem falhas, poderão fazer a adaptação antes do início da obrigatoriedade, prevista para janeiro de 2018 para empresas com faturamento no ano de 2016 acima de R$ 78 milhões e para julho de 2018 para as demais instituições de todos os portes.

O ambiente de testes do eSocial está disponível para todas as empresas do país que desejarem acessar. Para a Gerente de Planejamento da LG lugar de gente, Sáttila Silva, as companhias – principalmente as que entram no primeiro ciclo da obrigatoriedade – devem aproveitar esses meses para analisar todos os seus processos e realizar os ajustes necessários.

Para a gerente, a liberação do ambiente de testes do eSocial para empresas possibilitará a materialização de todos os procedimentos realizados ao longo dos anos. “Será o momento de as companhias verificarem se estão preparadas para a entrada em vigor do projeto. Avaliando a qualidade dos seus dados e processos, rotinas e infraestrutura necessária para transmissão das informações. Além disso, a ocasião permite que as empregadoras confiram se as informações estão sendo recebidas pelo governo, através do retorno dos recibos e totalizadores”, destaca Sáttila.

É valido reforçar que os dados enviados durante o período de testes não possuem validade legal. “As empresas podem simular situações que ocorrem no dia a dia ou aquelas que são esporádicas”, afirma a gerente.

De acordo com Sáttila, são necessárias 5 ações para participar dos testes do eSocial:

  1. Possuir certificado digital válido;
  2. Realizar a qualificação cadastral dos seus colaboradores;
  3. Instalar a cadeia de certificados do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro);
  4. Ter a versão do seu sistema de gestão de pessoas compatível com a versão 2.3 do leiaute do eSocial;
  5. Ter realizado as parametrizações necessárias para uso dessas ferramentas.

Ao falar sobre o passo a passo, Sáttila pontua que a área de gestão de pessoas tem papel fundamental nesse momento. “O RH deve garantir que as etapas citadas sejam executadas e estabelecer um plano de testes, de forma que sejam verificados todos os cenários aos quais a empresa possa estar exposta”, destaca a gerente.

Como serão os testes do eSocial?ambiente de testes do eSocial

De acordo com Sáttila, como o acesso ao ambiente requer o cerificado da empresa responsável pelo envio das informações, as fornecedoras de software para gestão de pessoas não podem simular a transmissão de dados em nome de seus clientes. “As companhias deverão homologar suas aplicações e também os leiautes disponibilizados pelo Governo durante a realização dos testes e, ao encontrarem algum problema, identificar a origem – se é referente aos seus dados, ao seu sistema de gestão de pessoas ou ao ambiente do eSocial – e reportar as possíveis inconsistências aos respectivos ‘donos’”, explica.

A gerente afirma que durante a fase de testes, antecipada para empresas de TI, a LG lugar de gente conseguiu verificar o envio de dados através de seus sistemas e homologar cenários reais levantados pelos clientes. “Essa ação permitiu realizarmos prévias adaptações na nossa aplicação e também a identificação de ajustes no ambiente do Governo”, pontua.

Para apoiar as empresas na utilização do ambiente de testes, foi disponibilizado o manual para desenvolvedores, com as diretrizes de uso. Além disso, as dúvidas, dificuldades e eventuais sugestões devem ser encaminhadas para o canal de comunicação criado para promover o contato entre o setor empresarial e a equipe de suporte do eSocial.

Clientes LG

Os clientes da LG lugar de gente poderão realizar os testes utilizando os sistemas que já foram verificados. “Para que utilizem nossos sistemas, é necessário que façam a atualização de acordo com as últimas versões liberadas pela LG, pois elas contemplam evoluções necessárias para que o cliente esteja apto a realizar a homologação. Além disso, é importante que o módulo eSocial tenha sido devidamente parametrizado”, destaca Sáttila.

Para as empresas que têm dúvidas de como proceder nessa fase, Sáttila orienta: “Sugerimos que as companhias façam a simulação da carga inicial e executem os testes de acordo com as informações mensais, ou seja, que o cliente incorpore na sua rotina atual a geração e a transmissão dos dados, como se o eSocial já estivesse em vigor, pois assim conseguirão avaliar a qualidade dos seus envios, o cumprimento dos prazos e a integração entre as diversas áreas da organização”.

Sua empresa já está preparada para o eSocial? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Clique aqui e veja como a LG lugar de gente pode ajudar sua companhia a superar os desafios do projeto.

Compartilhe:
Comentários