Lideranças flexíveis e engajamento da geração millennial são desafios do RH

Data 03/10/2017
desafios do RH

Como sua empresa lida com a geração do milênio? Existe uma estratégia para atrair, engajar e reter os novos talentos? Os líderes da companhia conseguem se adaptar facilmente às mudanças e gerenciar as equipes? Para promover a discussão sobre esses temas, que representam desafios para o RH, a LG lugar de gente patrocinou dois eventos em setembro, realizados pela Câmara Americana de Comércio Brasil Estados (AMCHAM). O primeiro comitê aconteceu no dia 15, em Belo Horizonte (MG), e falou sobre “Liderança AdaptÁgil”. Já o segundo ocorreu no dia 19, em São Paulo (SP), e discutiu as mudanças que os millennials trazem para as organizações.

O evento realizado na capital mineira contou com a presença de 172 participantes. O palestrante João Marcelo Furlan, CEO e fundador da Enora Leaders e diretor de regionais da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), falou sobre “Liderança AdaptÁgil”, um conceito que apresenta a necessidade da flexibilidade para os líderes. Segundo ele, gestores com essa competência conseguem se adaptar aos membros de sua equipe para engajar, desenvolver e melhorar a performance de cada colaborador, além de responderem ao ambiente e aos novos desafios com agilidade.

O desafio de atrair e engajar a nova geração

Já o segundo comitê debateu como a entrada da geração do milênio está modificando os ambientes de trabalho e contou com a presença de 131 participantes. No evento, Erika Braga, Diretora de RH da PricewaterhouseCoopers (PwC) Brasil, apresentou uma pesquisa promovida pela empresa sobre o tema.

desafios do RH

Comitê de gestão de pessoas sobre a geração millennial, em São Paulo (SP)

 

Segundo o estudo apresentado por Erika, para os millennials, nascidos entre 1980 e 1995, as necessidades sociais são dominantes. Eles consideram como importantes: a coesão da equipe, o apoio e valorização pela liderança e a flexibilidade no trabalho. Com isso, os novos talentos estão conduzindo as empresas em direção ao mundo profissional que almejam.

O levantamento apontou ainda que algumas práticas promovem conexão emocional e retenção dos talentos dessa geração. São elas:

  1. Work-life balance e carga de trabalho;
  2. Trabalho envolvente e com propósito;
  3. Pessoas e equipes: minha comunidade no trabalho;
  4. Salário competitivo e oportunidades.

Para superar os desafios do RH frente à geração do milênio, Érika revelou que na PwC eles adotaram a flexibilidade de horários na jornada de trabalho e utilizam a estratégia como ferramenta de atração e retenção desses talentos. Já para conseguir o engajamento, a gestão de pessoas reforça sempre os propósitos e valores da companhia, “por que fazemos, o que fazemos e como fazemos”, em suas ações.

Quer saber o que as lideranças têm feito para superar os desafios do RH? Não deixe de ler o ebook: “O que pensam os grandes líderes de RH do Brasil”. Clique aqui e faça o download gratuito.

Compartilhe:

Comentários