fbpx

Dia do Homem: conheça iniciativas de endomarketing para sua empresa

Data 06/07/2021

Você conhece as questões masculinas que estão em pauta entre seus colaboradores? Procura fazer ações de endomarketing para conscientização desses temas? O Dia do Homem é celebrado em diversos países do mundo e, no Brasil, a ocasião é comemorada em 15 de julho desde 1992.

Apesar das comparações com o Dia Internacional da Mulher, as origens e simbologias relativas ao Dia do Homem são muito distintas. Enquanto o dia 8 de março marca a luta pelos direitos femininos e maior equidade de gênero na sociedade, o dia 15 de julho fortalece alertas à saúde masculina e até mesmo a promoção de uma nova mentalidade entre o grupo.

Em 2020, 65 mil novos casos de câncer de próstata foram registrados no Brasil. No mesmo ano, a doença foi a causa da morte de 15 mil pessoas, ficando atrás apenas do câncer de pulmão. Além disso, dados do Ministério da Saúde apontam que 57% dos infectados e 58% dos óbitos pela covid-19 são do sexo masculino.

Dentre os fatores que contribuem para esses registros, o machismo pode e deve ser considerado. Apesar dos avanços sociais, a crença equivocada de que homens são naturalmente mais fortes e resistentes a doenças do que as mulheres fazem com que muitos negligenciem a própria saúde, dispensando visitas aos médicos mesmo quando necessárias. A nível de exemplo, o câncer de próstata, apesar da alta mortalidade, é considerado pela comunidade médica como de crescimento lento, ficando anos restrito ao órgão sem causar metástases.

Além disso, essa mentalidade faz com que homens sejam menos propensos a procurar apoio emocional, seja se abrindo com amigos e familiares ou com profissionais da saúde mental. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), homens correspondem a 76% dos casos de suicídio no Brasil.

Nesse cenário, aproveitar a data para criar ações relacionadas ao assunto é fundamental. Por isso, Ana Paula Santos Bernardo, Analista de Gente e Gestão na LG lugar de gente, fala sobre como o RH pode alertar os colaboradores sobre os cuidados com a saúde, além de conscientizar e desconstruir alguns conceitos ultrapassados sobre masculinidade.

Saúde física e mental

Como revelado neste artigo, a data é uma oportunidade chave para alertar os colaboradores no que diz respeito aos cuidados que o público masculino deve seguir para que se mantenham saudáveis. “A saúde física e mental masculina é um assunto pouco discutido entre os homens e, por isso, ganha espaço em datas importantes como o Dia do Homem e o Novembro Azul”, comenta Ana Paula.

Nesse sentido, muitas práticas podem ser desenvolvidas pelas organizações, alternando a conscientização com momentos de lazer. “Considerando que não é uma temática comum para eles, uma estratégia para alcançar o público é dar espaço para essas datas, trazendo os temas com seriedade, mas também com leveza, integrando a outras ações que promovam diversão, distração e interação”, continua.

Iniciativas de endomarketing

Ana Paula acredita que muitas ferramentas e canais têm potencial de serem aplicados na ocasião. “Podem ser utilizados vídeos, o compartilhamento de experiências do próprio colaborador, promoção de rodas de conversa, trazer profissionais e/ou instrutores que possam falar sobre o assunto. Tudo isso contribuirá para a data”.

A especialista acrescenta que, além dos temas relacionados à saúde, é importante também atrelar o Dia do Homem ao seu novo papel na sociedade e programar palestras e bate-papos sobre o assunto. “Neste momento, por exemplo, podemos abordar a atuação em home office e discutir como conciliar a família e a paternidade”, sugere.

Diferenças para o Dia da Mulher

Ana Paula aponta que o Dia do Homem pode ser usado, inclusive, para conciliar a defesa do respeito às mulheres e a diversidade na empresa. Repensar o lugar dos homens em meio a tantas transformações sociais tem se tornado cada vez mais urgente. “Acredito que esses momentos abrem mais espaço ainda para a troca. Quando bem utilizados, essas ocasiões podem facilitar e promover o respeito à diversidade”, diz.

“A proposta, a comunicação e a orientação do evento são os meios para promover a temática e também incentivar o respeito. A forma como será conduzido fará toda a diferença”, garante.

Trabalho em equipe

O RH não precisa pensar em todas as iniciativas para o Dia do Homem sozinho. Pelo contrário, com a ajuda de outros profissionais, poderá abordar o assunto de maneira correta e profunda. “A empresa pode convidar profissionais de saúde, terapeutas, especialistas que transmitam interação, saúde, cuidado e respeito”, revela Ana Paula.

Para a analista, os líderes também devem ser envolvidos nos projetos voltados ao período, tornando o movimento mais forte. “O RH deve estimular as lideranças a participar do momento, incentivando o convite às equipes e a troca e compartilhamento de experiências. Dessa forma, a conscientização será completa”.

Alerta à resistência

Alguns temas relativos à saúde e ao novo papel do homem na sociedade podem sofrer resistências, tanto por parte dos colaboradores, quanto das lideranças. Para contornar essas situações no ambiente de trabalho, Ana Paula recomenda que qualquer ação considere o outro. “É muito importante que o nosso primeiro passo seja o respeito. De fato, podemos sofrer algumas resistências e a primeira coisa a fazer é respeitar o que o outro pensa”.

No entanto, a profissional alerta que ouvir diferentes visões de mundo não significa tolerar práticas negativas. “É claro que respeitar não é aceitar o desrespeito do outro, caso aconteça. Mas é preciso convidar à participação, falar sobre a importância da temática, levantar questões importantes e entender que cada um tem o seu tempo”.

Para além do Dia do Homem

A profissional explica que as iniciativas para o Dia do Homem não precisam permanecer somente nessa ocasião. “No dia a dia, podemos ter oportunidades de envolver as temáticas e reforçar a sua importância. Aos poucos, vamos contornando as questões que aparecem, à medida que o assunto é introduzido e ganha espaço”.

“A saúde mental, por exemplo, cabe muito bem no contexto do home office. A saúde física também, considerando que passamos a trabalhar em casa e muitas vezes em ambientes que, a princípio, não foram elaborados para o trabalho”, continua.

Por fim, Ana Paula reflete sobre a importância de as organizações olharem para a data a partir de novas perspectivas. “Hoje, o Dia do Homem é um espaço que promovemos para os nossos colaboradores interagirem, se divertirem, terem um dia diferente e descontraído. Ainda temos muito a avançar e temos olhado cada vez mais para a diversidade e saúde mental deles”, finaliza.

Promover ações em datas especiais, como o Dia do Homem, é fundamental para aumentar o engajamento dos colaboradores na sua empresa. Para receber mais ideias, práticas e novidades para o RH, assine nossa newsletter. Clique aqui.

Compartilhe:
Comentários