Profissional de RH: como se destacar em um mercado de rápidas transformações?

Data 08/06/2021

O profissional de RH sempre teve um papel relevante nas companhias, no entanto, ganhou ainda mais destaque no último ano, sendo apontado como uma das posições mais promissoras para 2021. O prognóstico é do PageGroup, referência mundial em recrutamento especializado de executivos de todos os níveis hierárquicos, que publicou uma lista de cargos que se manterão em alta no Brasil.

Neste cenário de expansão, todo profissional de RH deve estar atento as transformações do setor para se manter atualizado e relevante para as companhias. Conheça a importância da digitalização da área e confira dicas de como se destacar hoje e no futuro.

É preciso fazer o que o seu RH demanda

Para Jessica, especialista em carreira de RH e criadora da Metodologia Lean RH, que também atua como curadora e âncora do RH Summit, evento patrocinado pela LG lugar de gente, os departamentos de gestão de pessoas precisam buscar o mindset digital. Isso inclui pautas como agilidade, flexibilidade, praticidade, tecnologia e foco no cliente.

No entanto, a especialista acredita que essas pautas só devem ser adotadas de acordo com as demandas particulares de cada organização. “Entrevistando uma profissional de RH de uma grande empresa de investimentos ela me disse: ‘Jessica, estamos longe de ser um modelo de empresa que segue as tendências do mercado, mas somos uma das poucas que fazem exatamente o que o negócio precisa’”.

Para Jessica, é isso que importa. O trabalhador desta área deve focar na entregabilidade, no simples e em gerar impacto para o negócio. “Tem muito RH querendo fazer coisas fora da caixa, mas quando você vai entender a relação daquele projeto com a cultura ou com as estratégias do negócio, não existe conexão”, pontua.

O que é ser um profissional de RH digital?

Na era digital, o profissional de gestão de pessoas deve centrar-se nos problemas da organização e resolvê-los com apoio da tecnologia. “Ele é um impulsionador dos resultados. Deve conhecer as soluções de outras empresas para criar repertório, mas desenvolve soluções personalizadas. Elimina burocracias com processos simples, usa tecnologia para escalar o seu negócio”, destaca Jessica.

Além disso, para ela, pessoas atuantes em recursos humanos deve estabelecer parceria com as lideranças e se preparar para fazer uma gestão estratégica e eficiente de pessoas.

“Esse profissional de RH entende de analytics, entrega dashboards e toma decisões com base em dados. Sabe que estamos caminhando para uma gestão cada dia mais humanizada e, portanto, coloca o colaborador no centro dos produtos de gente e entende de pautas como segurança psicológica, diversidade, inclusão e olha para as pessoas com um olhar 360 graus”, ressalta a especialista.

Fica claro, assim, que quem atua em gestão de pessoas deve ter um perfil dinâmico e investir continuamente em aprendizagem. “O profissional de RH atual questiona, aprendeu a desaprender, entende do negócio e sabe como pode ajudar a empresa a alcançar os seus objetivos estratégicos. Ele é mais racional, analítico e pragmático, além de ter o mindset de Business Partner (BP) e saber qual a sua contribuição para o negócio”, afirma Jessica.

Adeus ao profissional de RH tradicional

Considerando que o RH é um campo transversal e tem atuação direta em todas as áreas através da liderança, Jessica levanta que ele pode potencializar os resultados do negócio. Isso leva a maior proximidade dos times com habilidades e tendências de um mercado como um todo.

Nesse contexto, para ela, o RH tradicional vai no sentido contrário e ainda se apega às atividades burocráticas. “Ele atuou por muitos anos e está focado no processo que promove controle, nas regras que evitam problemas trabalhistas, na prática por si só, e não conectada com o negócio, por exemplo”, destaca.

Como lidar com as mudanças frequentes?

Um caminho promissor para o profissional de RH lidar com as transformações da área e do mercado é começar pelo que pode ser executado agora. “Eu costumo repetir a máxima: pense grande, faça pequeno. Não é possível fazer grandes transformações sem executar pequenas ações todos os dias. O plano pode ser de médio prazo, mas a execução precisa ser diária”, orienta Jessica.

A profissional não acredita em um plano de mudança para a área de RH sem que seja trabalhada a maneira como o time de Gente e Gestão pensa em soluções estratégicas todos os dias de forma paralela. “A mudança de mindset é muito necessária para uma transformação mais rápida. Treine a sua equipe em novas habilidades, como as que já falamos aqui”, acrescenta.

Tecnologia lado a lado com o RH

Embora muitos profissionais da área ainda tenham certa resistência à tecnologia, Jessica é categórica ao afirmar que ela já impactou a gestão de pessoas.

“A tecnologia precisa ser considerada uma ferramenta básica para que o RH consiga entregar seus produtos da maneira como falamos até aqui. Ela escala tudo que você quiser fazer e proporciona a oportunidade de entregar experiências únicas, seja para o seu candidato ou colaborador”, completa a especialista.

Nessa perspectiva, todos os pontos identificados para o profissional de RH são potencializados pela automação. “Ela permite desburocratizar, entregar com agilidade, flexibilidade, humanização e focar no que o seu cliente precisa. O problema é que muitos não estão prontos para lidar com toda essa revolução, mas precisamos nos preparar para isso”, garante.

Jessica acredita que quem atua em gestão de pessoas terá dificuldades em alcançar o sucesso sem o apoio de ferramentas digitais. “Com a tecnologia, você faria uma mudança consistente em um ano. Sem ela, talvez em cinco anos. Será que o mercado vai esperar? Talvez quando você chegar lá, novas propostas já terão sido apresentadas e você vai ter perdido mais uma oportunidade de sair na frente”, reflete.

Dicas para o profissional de RH se destacar diante das transformações

Para o profissional de RH que quer gerar valor para o seu cliente interno, Jessica recomenda a busca constante de aprendizado e coleta de referências. “Se você se limitar aos conhecimentos da sua empresa, a maneira como ela funciona, ao que aprendeu na sua graduação ou nas experiências que teve, você será obsoleto em breve”. Confira as dicas:

  • Aumente seu repertório: amplie seu campo de visão, estude e fique atento ao mercado;
  • Acompanhe o que as empresas estão fazendo;
  • Aprenda sobre tecnologia, marketing e finanças;
  • Não olhe apenas para os concorrentes, mas para todos os lados: as práticas que contam por aí podem gerar insights valiosos a serem adaptados para o seu contexto;
  • Estude, aprenda diariamente e treine a sua mente para desaprender.

Para se destacar como um profissional de RH, contar com o apoio de ferramentas digitais é essencial. Falamos disso no ebook “Como Tornar a Gestão de Pessoas Mais Digital”. Clique aqui e veja como a tecnologia em nuvem pode revolucionar e humanizar ainda mais sua empresa.

Compartilhe:

Comentários