fbpx

Tecnologia em gestão de pessoas: faça essas 7 perguntas antes de contratar um parceiro para seu RH

Data 03/11/2021
Profissionais conversando em reunião

Encontrar o melhor parceiro de tecnologia em gestão de pessoas nem sempre é tarefa fácil. Isso porque, para que dê certo, é fundamental buscar fornecedores que ofereçam segurança, simplicidade, relacionamento próximo, consultoria, tudo isso dentro de uma solução altamente eficaz e que realmente funcione para a realidade do seu RH.

Essa escolha tem maiores chances de se tornar certeira quando você já conhece outras empresas que adotaram uma solução e tiveram sucesso. Assim, fica mais claro quais são os desafios enfrentados e os resultados colhidos. Por isso, separamos sete questões que foram fundamentais para o Banestes, Banco do Estado do Espírito Santo, na decisão por um parceiro de tecnologia para gestão de pessoas.

O Banestes é uma organização de economia mista e capital aberto controlada pelo governo local. Com uma história que começou em 1937, hoje configura como a maior rede bancária do estado e é a única instituição do ramo com agências em todos os 78 municípios capixabas. A instituição faz parte do Sistema Financeiro Banestes (SFB), composto por mais três empresas que, juntas, possuem cerca de 2000 colaboradores.

A Coordenadora de Recursos Humanos da companhia, Barbara Meirelles, explica que a dedicação ao cliente é estendida aos funcionários e a todos os outros públicos de interesse. “Nosso propósito é ‘Transformar vidas todos os dias com o melhor do nosso trabalho, contribuindo para o crescimento e desenvolvimento das pessoas que vivem no Espírito Santo’. Resumimos esse propósito em nosso slogan ‘Crescemos Juntos’, sendo esta nossa diretriz no relacionamento com os clientes, colaboradores, fornecedores, acionistas e sociedade”, diz.

Com foco nos pilares de experiência do cliente, trabalho em equipe, inovação e alta performance, a empresa buscou por uma solução que a auxiliasse no RH e gerasse resultados imediatos e palpáveis. Assim, se tornou cliente da LG lugar de gente, mantendo o relacionamento desde 2019. Descubra as sete perguntas que permearam o processo de escolha do Banestes.

Pergunta 1: qual é o contexto do meu RH?

Antes de investir em qualquer decisão, é fundamental que você faça um mapeamento interno da sua área. Somente dessa forma será possível hierarquizar os desafios e reconhecer o momento que seu RH está vivendo.

Foi assim que Barbara notou qual deveria ser o ponto de partida em seu contexto. Para ela, a área de Recursos Humanos estratégica é aquela que consegue se conectar verdadeiramente com as pessoas e com suas necessidades de reconhecimento, valorização, aprendizagem, carreira, saúde emocional e física.

“Com uma conexão forte, conseguimos engajar as pessoas para a realização do propósito e objetivos da companhia. Acreditamos que a Gestão de Desempenho por Competências é um dos principais processos da área de RH, que nos permite avançar para um posicionamento mais estratégico, tendo como base a performance individual e o diagnóstico organizacional”, explica ela.

O processo foi implementado de forma estruturada em 2015 e aconteceu a partir de dois ciclos, utilizando formulários em papel e excel. “O tempo demandado dos líderes e equipe de recursos humanos era muito grande. No RH, estávamos quase que totalmente dedicados aos aspectos operacionais, ficando em segundo plano o maior valor do processo que está na análise dos resultados e proposição de ações de melhoria contínua para cultura e performance”, revela.

Diante deste cenário, a empresa passou a buscar no mercado uma solução informatizada para sustentação do processo, visando melhorar significativamente a experiência dos colaboradores. “O sistema da LG foi um sonho realizado. Com a solução, conseguimos gerar um relatório consolidado do processo em minutos, atividade que antes demandava três meses. Além disso, foi possível unificar o processo para todas as empresas do SFB e introduzir ferramentas de diálogo contínuo e registro de expectativas de carreira”, afirma Barbara.

Pergunta 2: quais critérios são essenciais para minha escolha?

Após o entendimento do cenário da sua empresa, é hora de verificar quais critérios você mais valoriza em uma parceria de RH. Nesse momento, é preciso levar em conta a experiência anterior do fornecedor, o estabelecimento no mercado, o orçamento disponível, a confiabilidade da solução e o relacionamento.

Considerando que o Banestes é uma empresa de economia mista, a contratação da LG ocorreu por meio de licitação. A gestora conta que diversos fornecedores de tecnologia em gestão de pessoas participaram da licitação, com apresentação de propostas e comprovação do atendimento dos requisitos em uma Prova de Conceito. “A LG foi a empresa escolhida com base em critérios objetivos de preço e de uma rigorosa avaliação quanto à sua capacidade técnica para atendimento dos requisitos de acordo com as necessidades do Banestes e melhores práticas de mercado”, revela.

Finalizado o processo de contratação, a equipe envolvida avaliou a LG como um case de sucesso. “A empresa superou as expectativas em suas entregas, agregando valor ao processo e, consequentemente, ao desenvolvimento dos colaboradores do SFB”, conclui.

Pergunta 3: quais desafios são minha prioridade?

Você enfrenta problemas na geração da folha de pagamento? Não consegue acompanhar o desenvolvimento de seus colaboradores? Dispensa muitas horas de atendimento burocrático aos funcionários da organização? São muitos os desafios que um RH pode enfrentar no dia a dia e, por isso, conhecer suas prioridades será indispensável.

Antes da parceria com a LG, Barbara conta que as dificuldades eram inúmeras. “A principal delas era a morosidade para o processamento dos resultados das avaliações e o elevado risco de erro humano na digitação dos resultados de cada avaliação física em uma planilha, para que fosse possível gerar os resultados individuais e organizacionais”, comenta.

Além disso, o volume de papel era outra dificuldade para os gestores e para a área de RH, que ficava responsável pelo recebimento e arquivamento dos documentos. “Já tivemos um processo de avaliação de um único colaborador com 90 páginas. Trabalhar sem um sistema informatizado colocava a continuidade do processo em risco. Por isso, a tomada de decisão de contratação de um sistema foi essencial”, reforça Barbara.

Pergunta 4: quais resultados preciso obter?

Para encontrar um parceiro de confiança, é necessário se perguntar quais melhorias você prevê em seu RH. Assim, será possível procurar a tecnologia em gestão de pessoas adequada para cada tipo de meta e identificar os resultados obtidos.

Hoje, o Banestes usa os módulos de competências, PDI e calibragem da LG. Por meio do sistema integrado, foi possível identificar informações estratégicas que contribuem para o propósito organizacional. “Mapeamos os talentos da empresa, os colaboradores que estão com dificuldades de performance, potenciais sucessores, necessidades de treinamento, pontos fortes e de melhoria na cultura, expectativas de carreira e interesses em movimentações internas”.

Barbara frisa que a plataforma também provoca melhorias em outros contextos internos. “Ela apoia o processo de onboarding da companhia e favorece uma relação mais próxima entre líderes e liderados por meio de diálogos de desenvolvimento”.

Por fim, a especialista ainda nota a transformação no engajamento das pessoas. “É relevante citar que os resultados da Gestão de Desempenho por Competências, obtidos de forma célere e assertiva por meio do sistema, também influenciam na participação dos colaboradores em seleções internas e ações de reconhecimento”, completa.

Pergunta 5: que tipo de dados preciso gerar?

Um RH estratégico se constrói a partir de informações que poderão ser usadas para gerar impacto direto no negócio. Obter dados significa ter acesso a recursos valiosos para, por exemplo, engajar colaboradores, diminuir o turnover, melhorar o processo de aprendizagem, gerenciar cargos e salários, entre outros ganhos que tornam a companhia mais competitiva.

O Grupo SFB é composto por empresas que estão atentas às necessidades do mercado e que evoluem continuamente para oferecer a melhor experiência para os clientes e colaboradores. “O setor financeiro é um mercado altamente competitivo e as empresas que não se posicionarem de forma diferenciada tendem a se tornar pouco relevantes para os clientes”.

Nesse sentido, a parceria com a LG trouxe mais transparência e, portanto, maior assertividade às estratégias. “Ter uma solução que permita a contratação de desafios, o acompanhamento e a realização de avaliações 360º, possibilita às empresas do SFB perceberem suas capacidades organizacionais mais fortes e as que precisam de desenvolvimento, para que seja possível sustentar o processo de evolução contínua pelo qual passa o nosso negócio. Afinal, pessoas tornam tudo possível em uma organização”, defende Barbara.

Pergunta 7: o que espero de um relacionamento com um parceiro de tecnologia em gestão de pessoas?

Toda tecnologia de gestão de pessoas deve vir acompanhada de um relacionamento próximo, consultivo, que conheça as melhores formas de ajudar nos desafios do seu RH. A implementação deve ser acompanhada e as estratégias apoiadas.

É isso que acontece com o Banestes. Barbara considera o relacionamento com a LG excelente. “Desde o time comercial, consultivo e de sustentação, a LG possui profissionais diferenciados que demonstram um interesse genuíno com o sucesso do cliente”, relata.

Para ela, o maior diferencial é o “pensar junto com o cliente”, que garante o sucesso do parceiro para além da tecnologia. “A LG contribui para melhoria dos processos e sobre como os colaboradores são afetados, agregando às tomadas de decisão sua experiência de mercado e melhores práticas”, finaliza.

Encontrar o melhor parceiro de tecnologia em gestão de pessoas pode ser uma tarefa desafiadora, mas quando o fornecedor se adapta às suas necessidades, auxilia nas tarefas, oferece uma solução eficaz e torna seu RH mais estratégico, é recompensador. Conheça a Suíte Gen.te nuvem, o conjunto de soluções da LG lugar de gente que acompanha o RH durante todo o ciclo do colaborador na empresa. Saiba mais clicando aqui.

Compartilhe:
Comentários