5 desafios do RH na crise

Data 27/06/2016

Os times de gente e gestão das organizações são um dos primeiros a sentir os sintomas que os cenários mais retraídos da economia carregam. Além do corte de pessoas, o setor precisa lidar com as reações de colaboradores que costumam ficar mais tensos e apreensivos.

Muitos pontos devem ser estudados para passar por estes períodos com poucos ou nenhum dano. Conheça, na sequência, quais são os maiores desafios do RH na crise e como passar por eles.

Produtividade

O Diretor de Educação da ABRH Brasil, Luiz Edmundo, acredita que a busca por aumento de produtividade deve ser prioridade, pois proporciona maior proveito de materiais, soluções e pessoas

Gestão Humanizada

As organizações precisam sempre apostar na humanização de seus relacionamentos, não apenas com colaboradores, mas com todos os seus públicos de interesse. A humanização é fundamental para que as organizações sejam protagonistas de seus negócios e consigam se estabelecer mesmo em cenários de crise. 


Política de benefícios

Salários competitivos são sempre ótimas opções para reter talentos, mas nunca devem ser a única. Em momentos de crise quando aumentar salários pode ser mais difícil as empresas que possuem uma política de benefícios podem sair na frente quanto à motivação de seus funcionários. 

Muito se fala do RH estratégico como ferramenta para diversas situações, mas e na crise, este novo viés das áreas de gente e gestão pode ajudar? Sim, pode! O RH estratégico faz com que as organizações fiquem cada vez mais integradas aos seus negócios, pois o departamento alinha todas as suas ações de acordo com o planejamento da empresa. 

Resiliência

A resiliência é um termo físico que significa “capacidade de retornar ao estado original”. E aí, a sua empresa tem capacidade de superar a crise e aguardar por momentos melhores da economia? A resiliência, sem dúvida, é a chave para atravessar momentos como este.

Essa notícia foi divulgada no site da Catho, em 21/06/2016

Notícias relacionadas:

Na crise, 65% das empresas cortam investimentos em inovação

Gestores não recebem treinamento antes de assumir cargos de liderança

Como manter equipes engajadas e comprometidas?

Comentários