Dez aliados que fazem o diferencial na Gestão de Pessoas

Data 14/01/2014

Muitos profissionais que trabalham diretamente com a Gestão de Pessoas sabem que lidar com o ser humano é um desafio constante e, atender às expectativas dos talentos internos, bem como às necessidades do negócio não é tarefa fácil de ser realizada. Seguem abaixo algumas sugestões de ferramentas que se tornam um diferencial para quem deseja se destacar na Gestão de Pessoas, através da implantação de processos que apresentam resultados em médio ou longo prazo.

1 – Comunicação interna clara – Contar com um processo de comunicação interna eficaz tornou-se fundamental para o sucesso de uma corporação. Isso porque quando a empresa estabelece uma linha direta com seus colaboradores, consegue evitar problemas como, por exemplo, a proliferação de ruídos infundados que comprometam o desempenho dos talentos humanos. Vale lembrar que uma boa comunicação interna pode ser estabelecida através de reuniões periódicas, bem como canais simples como jornais internos, murais e e-mails corporativos.

2 – Aplicação de pesquisa de clima organizacional –
Através desta ferramenta que geralmente é aplicada anualmente, as empresas têm a possibilidade de identificar tantos os pontos fortes quanto aqueles que precisam ser trabalhados nos processos de gestão. Além disso, torna-se um instrumento valioso para saber o que os colaboradores percebem sobre as ações adotadas, antecipando-se ao surgimento de fatores que comprometam o clima corporativo.

3 – Avaliação de Desempenho – Existem modelos diferenciados de avaliação de desempenho que podem ser adotados a partir das necessidades e da realidade de cada empresa. Vale salientar que este instrumento não deve ser utilizado como uma "caça às bruxas", mas sim como um recurso para o desenvolvimento dos talentos internos.

4 – Programa de Desenvolvimento de Líderes –
Infelizmente, alguns ainda acreditam que ser líder significa sentar em uma cadeira para delegar ordens arbitrárias. Hoje, os conceitos de liderança demonstram que o líder deve estar mais disposto a servir do que a ser "servido" e que seu papel está intimamente relacionado à responsabilidade do desenvolvimento dos liderados. Por esse motivo, investir em programas com foco na preparação de lideranças tem se tornado uma prioridade estratégica para inúmeras empresas.

5 – Desenvolvimento de Talentos
– O constante desenvolvimento dos talentos internos é outro fator que agrega diferencial significativo à Gestão de Pessoas. Lembremos aqui que as empresas precisam investir tanto no desenvolvimento e no aprimoramento de competência técnicas quanto nas comportamentais.

6 – Instituição da Gestão por Competências –
Esse tem sido um caminho adotado por muitas organizações que desejam dar uma guinada em todos os seus processos. Identificar que as competências são consideradas fundamentais para determinados cargos/funções, permite que a empresa possa investir nos seus talentos e esses, por sua vez, tenha consciência do que a empresa espera deles.

7 – Melhoria da Qualidade de Vida no Trabalho –
Quem trabalha com qualidade de vida oferece um retorno maior para a empresa. As pessoas que atuam em um ambiente agradável, sem dúvida alguma vão para seus postos de trabalho mais dispostas e se sentem valorizadas.

8 – Estímulo à criatividade – Empresa que estimula a criatividade dos colaboradores diz "Sim" para o futuro e abre as portas para as inovações. Inúmeros são os casos de organizações que ao estimularem o processo criativo dos funcionários, recebem em troca sugestões/ideias de melhorias que transformam processos que antes se encontravam obsoletos.

9 – Reconhecimento interno de talentos – Quando um profissional oferece o melhor de si, o mínimo que ele espera é que a organização reconheça seu esforço. Registre-se aqui que esse reconhecimento não precisa obrigatoriamente vir através da forma de bônus ou de premiações expressivas, mas também pode ser expresso por palavras ditas pelas lideranças.

10 – Estímulo ao Espírito de equipe – Ninguém chega a lugar algum sozinho. Trabalhar em equipe é fundamental para a sobrevivência da empresa e cabe a ela estimular, bem como conscientizar seus talentos de que todos têm valor a agregar. Colocar um ou dois profissionais em destaque, em um "pedestal", só irá gerar desconforto e criar situações de conflito.

 


*Essa dica foi publicada no site RH.com.br

Comentários