Falar de Gestão de Talentos é falar de gestão de resultados

Data 23/01/2017
Talento parabenizado por resultados positivos

Talento parabenizado por resultados positivos

*Por Leonardo Avelar

Falar de gestão de talentos é também falar de rentabilidade e de eficiência. E é na gestão de talentos que se encontram os indicadores mais importantes para gerir qualquer negócio. A sustentabilidade de uma organização depende das pessoas! Logo, se empresas e gestores não conseguem medir e acompanhar seus recursos humanos, não estão gerindo o seu negócio da melhor forma.

É fundamental garantir que a sua força de trabalho esteja bem alocada e os perfis estejam alinhados às posições estratégicas da organização. Para isso, primeiramente, é importante que seja definido o que é esperado para cada cargo. Além disso, é necessário que a liderança saiba quais são os talentos existentes na empresa. Desta forma, é possível garantir que os talentos certos estejam nos lugares certos.

Paralelamente, é necessário que exista um alinhamento prévio entre as expectativas de performance da empresa com as de sua força de trabalho. Assim, cada colaborador poderá atuar de forma direcionada ao negócio e alinhado à entrega de resultados.

Dá para entender a relevância do tema gestão de talentos quando olhamos as pesquisas. Segundo estudo divulgado em 2015 pelo Instituto de Pesquisa e Orientação da Mente (IPOM), 70% dos profissionais brasileiros não estão satisfeitos com suas carreiras/empregos e gostariam de trocar de cargo/lugar onde trabalham. Agora, vamos para além dos números. Reflita sobre os cinco pontos abaixo:

  • Olhando para o seu negócio, como os gestores lidam com as posições estratégicas da organização? É claro para ele quais são essas posições?
  • O que é necessário para ocupá-las? O banco de talentos da empresa está alocado da melhor forma?
  • A minha força de trabalho está preparada para ocupar essas posições e garantir a sustentabilidade do negócio da organização?
  • Você sabe qual a porcentagem de posições na empresa com nível de criticidade baixa, média e alta?
  • Os gestores conhecem os seus talentos e realizam um trabalho de gestão diferenciado e próximo com eles?

Se sua empresa tem “não” como resposta à alguma das perguntas, é hora de rever a forma de gerir o seu negócio.  Pense nisso!

*Leonardo Avelar é consultor especialista na w3, uma empresa LG lugar de gente, e atua na área de gestão de talentos há mais de 15 anos. 

Compartilhe:

Comentários