Gestão de pessoas em 2020: confira 5 assuntos que estiveram na pauta do RH

Data 22/12/2020

Realizar a gestão de pessoas em 2020 foi um desafio para empresas de todos os tamanhos e segmentos. Além dos projetos já previstos no fim de 2019, com a aceleração da digitalização e investimentos para melhorar a experiência dos colaboradores, as companhias precisaram se adaptar à pandemia e aos desdobramentos que ela trouxe.

Mudanças nas leis trabalhistas e forma de prestar informações ao governo, aceleração de tendências como home office e um maior aproveitamento de ferramentas tecnológicas foram alguns cenários que a área enfrentou.

Em clima de fim de ano, reunimos os conteúdos mais acessados do blog Huma e desenvolvemos uma retrospectiva da gestão de pessoas em 2020 que pode nortear inclusive o planejamento das ações para o próximo ano. Confira:

1 – Pandemia e alterações na legislação trabalhista

O ano começou com mudanças que deram seguimento às modernizações feitas na Reforma Trabalhista, em vigor desde 2017. No dia primeiro de janeiro de 2020, a Medida Provisória (MP) n° 905, que instituiu o Contrato de Trabalho Verde e Amarelo, começou a valer.

Não parou por aí. Com a pandemia, diversas Medidas Provisórias foram lançadas pelo governo. Uma delas foi a MP 927, que trouxe propostas como o home office, a antecipação de férias, férias coletivas e adiantamento do Fundo de Garantira do Tempo de Serviço (FGTS).

De acordo com Luciana Gouvêa, Sócia e Head do Departamento Trabalhista da Melo Campos Advogados, essa foi uma MP importante e “essa pandemia traz um alerta às empresas quanto à urgência de reavaliarem seus processos produtivos e os formatos de trabalho, passando por medidas que envolvem a proteção da saúde do trabalhador e modelos mais flexíveis de jornada”, aponta.

Outra Medida Provisória que marcou o ano foi a 936, instituída em 1º de abril. Ela regulamentou a redução da jornada de trabalho, suspensão temporária de contratos e redução proporcional do salário. 

Quer entender melhor como cada alteração nas leis trabalhistas impactou a gestão de pessoas em 2020? Confira as matérias mais lidas sobre os temas:

2 – LGPD em vigor

Contrariando as expectativas de muitos especialistas que acreditavam no adiamento, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro e impactou diversos processos da gestão de pessoas em 2020.

De acordo com Sáttila Silva, Gerente de Planejamento na LG lugar de gente, diante disso, novos hábitos foram adquiridos. “Por exemplo, solicitar o consentimento formalizado dos colaboradores para coleta e utilização de determinados dados”, afirma.

Além de adequar seus sistemas e contratos de acordo com a nova lei, o RH precisou se organizar para capacitar seus colaboradores sobre o tema. Quer saber mais sobre o assunto? Confira as matérias mais acessadas:

3 – Segurança da informação

Junto com o home office se tornando uma realidade para as companhias, aumentou a preocupação com a Segurança das Informação (SI). De acordo com Jeferson D’Addario, CEO do Grupo Daryus, muitas empresas acabaram obrigadas a abrir brechas em suas defesas.

“Diante da falta de recursos, como laptops corporativos para todos os funcionários, e até mesmo de planejamento de SI, determinando quais profissionais deveriam ter prioridade nesse processo, o que a gente percebeu foi essa baixa da guarda no primeiro momento. Algumas equipes de segurança ou de TI até não gostaram muito, mas tiveram que ceder senhas para que as pessoas pudessem levar um desktop do escritório para casa, instalar e configurar alguma coisa”, afirma.

Nesse cenário, o papel do RH foi essencial na conscientização das pessoas sobre SI. Daniela Mendonça, Presidente da LG lugar de gente, reforça: “Você pode ter os melhores processos desenhados, as ferramentas mais caras. Se as pessoas não fazem bom uso disso, elas não garantem o principal objetivo que é a segurança”, pontua.

Veja como a SI impactou a gestão de pessoas em 2020 nas matérias mais acessadas sobre o tema:

4 – Tecnologia como aliada na gestão de pessoas em 2020

O avanço da transformação digital e os benefícios que ela traz para a área de gente e gestão não pararam esse ano. O relatório com as Tendências de Capital Humano para 2020, da Deloitte, aponta a importância de as companhias utilizarem a tecnologia com foco na humanização, além da privacidade de dados e automação, ligados à questão ética.

Segundo Dante Gallian, Professor e Fundador da Responsabilidade Humanística, a humanização é um dos principais pontos de atenção para a gestão de pessoas. “As empresas poderão contar cada vez mais com a Inteligência Artificial, mas sem humanos elas perdem suas funções e seu sentido: se tornam empresas desumanas. Acho que o grande desafio hoje é saber encontrar esse equilíbrio”, explica.

Quer saber quais tecnologias devem estar no radar do RH e como utilizá-las a favor das pessoas? Confira as matérias mais lidas sobre o tema:

5 – Desenvolvimento de pessoas

Com o avanço da tecnologia e novos formatos de trabalho, a forma de desenvolver os talentos também mudou, impactando a gestão de pessoas em 2020. Mais do que nunca, a aprendizagem precisa ser digital e contínua.

As lideranças que não se adaptarem à nova forma de desenvolver pessoas, perderão espaço nas empresas. É o que mostra a pesquisa “The New Leadership Playbook for the Digital Age”, realizada em 2020 pelo MIT Sloan Management Review e a Cognizant. O estudo revelou que o modo tradicional de liderar uma equipe está com os dias contatos.

Confira as matérias e descubra como desenvolver pessoas na era digital:

Agora que você já sabe tudo que esteve na pauta da gestão de pessoas em 2020, veja como se preparar para o próximo ano. Clique aqui e confira a jornada de planejamento para RH que a LG lugar de gente criou para auxiliar sua empresa nesse momento.

Compartilhe:

Comentários