Mais da metade das empresas querem investir em treinamento

Data 25/09/2012

A Across, consultoria de desenvolvimento organizacional com foco em gestão de pessoas, realizou uma pesquisa com gestores de 43 multinacionais e uma conclusões foi que, apesar da crise, as organizações pretendem investir mais do que no ano passado em programas de desenvolvimento de liderança (56%), planejamento de carreira (58%) e desenvolvimento de habilidades e competências críticas para os líderes (58%).

Além disso, a pesquisa mostrou que e evolução da carreira dos funcionários é a principal prioridade na gestão de talentos. Essa afirmação foi feita por 84% dos entrevistados.

Os resultados brasileiros vão ao encontro dos números estrangeiros apontados pela Global Novations. O desenvolvimento do pipeline de lideranças também foi apontado como prioridade para 61% das empresas norte-americanas e 67% das latino-americanas.

Apesar da prioridade na gestão de talentos nas empresas brasileiras ser o desenvolvimento da carreira dos colaboradores, aumentar a produtividade dos mesmos foi apontado por apenas 12% dos entrevistados.

Nos Estados Unidos essa questão foi apontada como prioritária por 43% das empresas e nos países latino por 41%.

Entre os principais fatores a serem trabalhados neste ano pelos gestores de RH, o desenvolvimento e planejamento de carreira (60%) e o desenvolvimento de habilidades e competências críticas para líderes (60%) foram os destaques.

Os executivos também citaram a realização de treinamentos de coaching e mentoring (42%), desenvolvimento de equipes (35%) e desenvolvimento e aprendizagem de colaboradores (35%).


*Essa notícia foi publicada no site Folha de São Paulo, em 25/09/2012